Qual a diferença entre TTA e PTTA

Primeiramente é importante citar a principal norma que rege a fabricação de quadros TTA e PTTA, a NBR IEC 60439-1 Conjuntos de manobra e controle de baixa tensão (Low-voltage switchgear and controlgear assemblies), atualizada pela última vez em Maio de 2003. Esta norma aplica-se aos conjuntos de manobra e controle de baixa tensão: conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA), tradução de “Type-Tested Assemblies)”; e conjuntos com ensaio de tipo parcialmente testados – PTTA (do inglês “Partially Type-Tested Assemblies“), em que a tensão nominal não exceda 1.000 Vca, a frequências que não excedam 1.000 Hz ou 1.500 Vcc.
Para que um painel de BT seja aprovado e certificado conforme a norma anteriormente citada é necessário que diversos ensaios sejam realizados e bem sucedidos.

Ensaios para certificação de painéis TTA / PTTA

    Elevação de temperatura
    Propriedades dielétricas
    Corrente suportável de curto-circuito
    Grau de proteção
    Eficácia do circuito de proteção
    Distâncias de escoamento e de isolação
    Funcionamento mecânico

Um painel, como o CCM VIPLUS desenvolvido e fabricado somente pela VISION, que já realizou os ensaios acima e foi aprovado, garante que seu funcionamento será perfeito e garante, inclusive, a integridade dos operadores em caso de falha, fazendo com que o prejuízos, não só financeiros, consequentes de uma operação ou manutenção mal feito seja minimizado.

Além dos benefícios financeiros e com a segurança dos operadores destes painéis, a utilização de painéis com certificação PTTA ou TTA faz com que a NR 10 e NR 12 sejam atendidas integralmente

A VISION, atenta às exigências crescentes dos consumidores, investe continuamente na melhoria de seus equipamentos com o objetivo de fabricar painéis elétricos tanto de baixa como de média tensão com maior segurança aos operadores, mas sem onerar o custo de tais conjuntos.

Conheça através do link que seguem os painéis certificados de BT e MT oferecidos pela VISION: CCM VIPLUS e CMT VIPLUS.